logo

Associação dos Municípios das Rodovias Transamazônica, Santarém-Cuiabá e Região Oeste do Pará

Semsa-Santarém já conta com sistema informatizado para a marcação de exames e consultas

19 de janeiro de 2018

A Prefeitura de Santarém, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa)  já está contando com o sistema informatizado em sua recepção, para a marcação de exames e consultas de pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS). O sistema entrou em funcionando nesta quinta-feira (18) e foi desenvolvido exclusivamente pelo setor de Tecnologia da Informação (TI), da Secretaria.

De acordo com o coordenador de TI da Semsa, Edenilson Mendonça, o sistema é altamente prático, seguro e eficiente. Segundo ele, a equipe que trabalha na recepção da Secretaria passou por um treinamento para que pudesse usá-lo, mas como o sistema é bastante simples e de fácil acesso, todos já estão bem adaptados à nova ferramenta.

Dois computadores foram colocados à disposição para os atendentes fazerem a coleta de dados dos pacientes. Ao dar entrada em exames ou consultas na recepção da Secretaria, eles devem apresentar a solicitação médica e os atendentes preenchem os dados no computador: nome completo, nome da mãe, data de nascimento, número do cartão SUS, data da requisição, tipo de solicitação, médico solicitante, tipo de prioridade e observação da requisição. O sistema registra ainda o horário e a data da entrada do pedido na recepção da Secretaria e ainda faz, automaticamente, a organização da fila de espera por prioridade de caso. As prioridades levadas em conta pelo sistema são: a idade do paciente, por risco de vida, se possui deficiência física e se o exame ou consulta for solicitada através de ordem judicial. Assim, levando-se em conta essas prioridades, os pacientes podem subir de posição na ordem de espera.

Com a informatização, os dados dos pacientes ficarão na memória do computador, sem a necessidade do arquivamento de papeis e a busca por meio do nome do paciente já registrado será mostrado de imediato na tela do computador, com todos os dados necessários sobre ele. Antes da informatização, a documentação dos pacientes ficava em diversas pastas de arquivo e eram selecionadas de forma manual pelos próprios atendentes, levando-se em conta as prioridades de cada caso. Isso, segundo a coordenadora da Central de Regulação da Semsa, Jaqueline Branco, demandava tempo e mão de obra.

Para ela, outra vantagem é o fato do sistema fazer automaticamente a organização da fila de espera, levando em conta a data de entrada e a prioridade do caso, com a possibilidade do paciente saber em que posição está na ordem de marcação. “Com relação a essa prioridade, vale salientar que nada sairá da cabeça dos atendentes, tudo precisa estar escrito na solicitação médica. Não são os funcionários que dirão que caso deve ter maior ou menor prioridade, mas sim o médico, na hora de fazer a solicitação. Tudo deve estar escrito pelo médico, inclusive, colocando o porquê dessa prioridade, se for o caso”, informou.

Jaqueline destacou que o sistema informatizado dará uma resposta muito mais rápida para quem busca o atendimento de saúde, reduzindo tempo e custo, facilitando bastante o trabalho.

O secretário de Saúde, Edson Ferreira Filho, ressaltou que o sistema de informatização é inédito e também representa um avanço para a saúde em Santarém. Ele disse que é projeto da Secretaria expandi-lo para as demais unidades de Saúde do município, pois algumas já contam com computadores para o registro de pacientes, e isso deve melhorar muito o atendimento à população.

Dayse Lima Agência Santarém