logo

Associação dos Municípios das Rodovias Transamazônica, Santarém-Cuiabá e Região Oeste do Pará

MEC LANÇA VERSÃO 2.0 DO APLICATIVO CLIQUE ESCOLA

9 de dezembro de 2021

Mudanças na plataforma trazem espaço colaborativo para diretores e projetos das escolas

O Aplicativo Clique Escola (Android e IOS) recebeu melhorias de desempenho e novas funcionalidades. A versão 2.0 será lançada nesta quinta-feira (09), quando estará disponível para download e atualização. A transmissão será às 15h30, pelo canal do MEC no youtube (https://www.youtube.com/c/ministeriodaeducacao_MEC).

Além da ampliação dos dados educacionais disponíveis para todo cidadão interessado, a plataforma oferece agora a oportunidade de interação entre os diretores escolares do país e um espaço para divulgação de projetos escolares. O aplicativo também tem a função de ser um canal de comunicação do MEC com as instituições de ensino.

A primeira versão do Clique Escola, lançada em 2020, obteve 215 mil downloads. A iniciativa é fruto de uma parceria entre o Ministério da Educação (MEC) e a Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), por meio do Centro de Informática. O objetivo é dar transparência aos dados educacionais e financeiros das mais de 180 mil escolas públicas e privadas de educação básica do país.

“O Clique Escola é uma importante ferramenta de participação social, por meio do qual gestores, diretores, professores, estudantes e cidadãos podem acompanhar a situação da Educação Básica do país”, declara o diretor de Formação Docente e Valorização de Profissionais da Educação, Renato de Oliveira Brito.

As informações contidas no aplicativo são extraídas de banco de dados do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) e do Instituto Brasileira de Geografia e Estatística (IBGE).

De acordo com o coordenador do projeto na UFPE, professor Alex Sandro Gomes, “o diferencial do Centro de Informática para este projeto foi fazer um trabalho etnográfico, envolvendo diretores de escolas de todas as regiões do Brasil para criar funcionalidades que fizessem sentido para eles”.

O desenvolvimento da nova versão do aplicativo também conta com a participação do Centro de Artes e Comunicação (CAC) da UFPE.

Assessoria de Comunicação Social do MEC com informações da Seb