logo

Associação dos Municípios das Rodovias Transamazônica, Santarém-Cuiabá e Região Oeste do Pará

CAMPANHA CONTRA A PÓLIO E DE MULTIVACINAÇÃO SEGUEM ATÉ 30 DE OUTUBRO

6 de outubro de 2020

No próximo dia 17 de outubro, será o dia “D” de divulgação e mobilização nacional para ambas as campanhas.

As vacinas enviadas pelo Ministério da Saúde e distribuídas pela Sespa começam a chegar nos municípios paraenses, a Campanha Nacional de Vacinação Contra a Poliomielite (Paralisia Infantil), voltada a crianças de um a menores de cinco anos. Neste mesmo período, haverá também a multivacinação para atualização da caderneta de vacinação da criança e adolescentes menores de 15 anos de idade.

Para se imunizar, as pessoas deverão apresentar a carteira de vacinação e documento de identificação nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs), espalhadas pelos 144 municípios paraenses. O objetivo comum das campanhas é reduzir o risco de reintrodução do poliovírus selvagem no país, atualizar a situação vacinal, aumentar as coberturas vacinais, diminuir a incidência das doenças imunopreveníveis e contribuir para o controle, eliminação e/ou erradicação das doenças.

O público-alvo da campanha contra poliomielite são crianças de 1 ano a menores de 5 anos, que devem receber a Vacina Oral de Poliomielite (VOP), desde que já tenham recebido as três doses da Vacina Inativada de Poliomielite (VIP), do esquema básico de vacinação. Crianças menores de 1 ano (de 29 dias até 11 meses) deverão ser vacinadas seletivamente com a VIP, conforme as indicações do calendário nacional de vacinação. A meta é vacinar pelo menos 95% do total de 595.688 mil crianças.

Multivacinação

A campanha de multivacinação tem o objetivo de atualizar a situação vacinal de crianças e adolescentes entre 9 e menores de 15 anos de idade (14 anos 11 meses e 29 dias).

No calendário da criança, que inclui a imunização para até 10 anos de idade, são 14 vacinas no total. São elas: BCG, Hepatite B, Penta (difteria, tétano, coqueluche, hepatite B e poliomielite), Polio inativada, Polio oral, Rotavírus, Pneumo 10, Meningo C, Febre Amarela, Tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola), Tetra viral (sarampo, caxumba, rubéola e varicela), DTP (tríplice bacteriana), Hepatite A e Varicela.

No calendário do adolescente, há mais vacinas, além de reforços das imunizações feitas na infância. São elas: Hepatite B, Febre Amarela, Tríplice viral, Difteria e tétano adulto, DTPa, Meningocócica ACWY, HPV quadrivalente e Varicela.

No Pará, são 2.883 mil postos disponíveis para campanha, sendo 1.876 mil fixos, 887 volantes e 120 fluviais, envolvendo 15.524 trabalhadores diretos e 3.110 mil equipes de vacinação.

Fonte: Sespa