logo

Associação dos Municípios das Rodovias Transamazônica, Santarém-Cuiabá e Região Oeste do Pará

AMUT PARTICIPA DA REUNIÃO DO FÓRUM TÉCNICO DE IG E MARCAS COLETIVAS DO ESTADO DO PARÁ

29 de janeiro de 2020

Na manhã do dia 29 de janeiro a técnica Dilce Maria Barros, representado a AMUT, participou da Reunião do Grupo de Trabalho 4 – Divulgação e Socialização, que teve como pauta o plano de ação do GT, juntamente com técnicos da SEDAP, SETUR, MAPA, EMATER e das demais associações e consórcios regionais.

Formado por instituições governamentais e não governamentais, o Fórum foi criado em 2016 pela Setur, com o fim de propor diretrizes à implantação da Política Estadual de Indicação Geográfica. Indicação Geográfica (IG) é um ativo de propriedade industrial usado para identificar a origem de um determinado produto ou serviço, quando o local tenha se tornado conhecido, ou quando certa característica ou qualidade desse produto ou serviço se deva à sua origem geográfica.

Em janeiro de 2019, o Pará teve a sua primeira Indicação de Procedência reconhecida por meio da Associação Cultural e de Fomento Agrícola de Tomé Açú (Acta), com a cultura do cacau. Atualmente o queijo do Marajó e a farinha de Bragança estão sob análise no INPI. Outros produtos, o feijão manteiguinha e o artesanato de Arapiuns  já são estudados com possibilidade de serem reconhecidos como Indicação de Procedência e Denominação de Origem diante da biodiversidade e riqueza cultural de cada região.